Apresentação

Para a Fundação Perseu Abramo (FPA), a promoção de Programas de Mestrado Profissionalizante foi um passo fundamental em sua trajetória institucional de produção do conhecimento desenvolvidos nos nos seus 16 anos de constituição.

Por meio dos Programas de Mestrado Profissionalizante com temas de Estado, Território, Gestão e Políticas Públicas, a Fundação Perseu Abramo espera qualificar os quadros dirigentes da Administração Pública brasileira a fim de fomentar a reflexão crítica a partir dos princípios do projeto democrático-popular.
O volume de eventos, publicações e debates organizados ou patrocinados pela FPA e a recorrente presença de grandes pensadores brasileiros em seus quadros é uma prova do sucesso dessa missão institucional.

A partir de 2004, com a retomada da construção do desenvolvimento e com o aprofundamento das práticas democráticas mediante o adensamento da participação popular nas decisões nacionais, foi possível revelar a dificuldade do Estado para planejar e promover políticas públicas eficientes, eficazes e efetivas. A transição de uma sociedade habituada a lógica do ajuste fiscal para outra que intentava a concepção de uma política pública como lócus privilegiado da democracia, foi a chave para a retomada do desenvolvimento. Essa nova situação social vem enfrentando dificuldades relativas à precariedade da infra-estrutura, qualidade de vida das famílias e disponibilidade deficiente de serviços sociais para a população.
O objetivo da Fundação Perseu Abramo é formar profissionais de alta qualificação, com rigor teórico e, ao mesmo tempo, capacidade de ação e reflexão crítica no âmbito das políticas públicas. O plural acervo institucional da Fundação Perseu Abramo terá papel decisivo para a proposição de soluções alternativas no combate as desigualdades e patrimonialismo.

A promoção programas de Mestrado Profissionalizante em Políticas Públicas da Fundação Perseu Abramo buscará trazer à luz a pluralidade da vida brasileira em suas dimensões culturais, de gênero, raciais e regionais. Assim, nossos egressos deverão:

– compreender a trajetória do desenvolvimento capitalista no Brasil e na América Latina;
– utilizar ou avaliar as condições institucionais e os instrumentos de governo para promover políticas públicas comprometidas com a equidade e com a efetiva transformação das condições de vida alinhadas com o bem-estar.

A meta, em suma, é formar profissionais oriundos dos mais diversos segmentos da sociedade e de todas as regiões do Brasil que estejam comprometidos com o aprofundamento da democracia, invertendo a lógica da retração de direitos sociais observada no mundo nas ultimas décadas.